Atualize seu Navegador Nós detectamos que você esta usando uma versão obsoleta do Internet Explorer como seu navegador web.
Para entrar no site e usufruir de todos os recursos, por favor instale uma versão mais atual do IE.
Só levara alguns minutos para completar.

O site também pode ser visto usando:

Entenda a diferença entre Gestão e Gerenciamento de Crise

Estratégia e conteúdo especializado para a empresa se comunicar com seu público interno e externo

Entenda a diferença entre Gestão e Gerenciamento de Crise

Existe uma grande confusão no mercado sobre gestão e gerenciamento de crise. Cada agência trabalha de uma maneira e compõe a definição de acordo com o que acredita ou aplica em seu processo de trabalho. Durante minhas pesquisas e análises, percebi uma grande mistura de conceito, por isso fui buscar na administração a melhor definição, já que ambos os termos vêm desta área.

Existe uma grande confusão no mercado sobre gestão e gerenciamento de crise. Cada agência trabalha de uma maneira e compõe a definição de acordo com o que acredita ou aplica em seu processo de trabalho. Durante minhas pesquisas e análises, percebi uma grande mistura de conceito, por isso fui buscar na administração a melhor definição, já que ambos os termos vêm desta área.

Gestão ou gerenciamento?

De acordo com a Epistemologia da Administração, gestão é todo processo de planejar: é um momento de análise para entender onde se encontra e, a partir daí, direcionar as estratégias. O gerenciamento é a operação: quando colocamos em prática o que previamente foi pensado e calculado no momento da gestão.

Partindo destes princípios, podemos chegar à conclusão que estratégica é aquela empresa que faz a gestão de crise, ou seja, pensa na crise antes mesmo dela acontecer e manchar a reputação da marca. O gerenciamento de crise acontece para administrar, conter e minimizar o que está levando sua empresa ao caos. O processo de gerenciamento de crise acontecerá com ou sem planejamento, de forma positiva ou negativa. Então é melhor parar, desenhar estratégias e envolver todos os gestores no processo de gestão.

Como nasce uma crise?

Crise é o momento em que a imagem da empresa é afetada de alguma forma, independentemente se ela está certa ou errada. Em momentos como este, a organização está envolvida num problema que pode afetar a confiança do seus stakeholders, a produção, o clima organizacional, o balanço financeiro e, em alguns casos, o futuro da marca. É necessário entender que, antes de ser uma crise, é um risco não calculado, minimizado, contido ou prevenido. Antes de vir à tona, a crise era um risco da organização que ninguém deu a devida atenção.

O melhor exercício para a organização é mapear seus riscos - que é uma das etapas do processo de gestão. Muitas vezes, a ajuda de consultores especializados fará com que a organização visualize o quanto está vulnerável. Quando estamos dentro da organização, diante das problemáticas do dia a dia, dificilmente conseguimos ver as fragilidades do negócio e da operação. Por conta disso, uma ajudinha externa contribuirá de forma mais precisa e eficaz.

Para onde correr na hora da crise

É muito importante sensibilizar a todos na organização - em especial os gestores. O plano de gestão de crise somente acontece quando a alta direção abraça o projeto, disseminando para outros colaboradores abaixo dele.

Envolvido com a direção, um time de crise é necessário para tomadas de decisão e para que seja criada uma sinergia e dinâmica quando a crise acontecer. O time é composto pelo número 1 da empresa - o presidente ou diretor geral -, além de todos os cargos de direção, como RH, operação, financeiro, jurídico, tecnologia, marketing, comunicação, etc. As áreas podem mudar de empresa para empresa. Por exemplo, a indústria farmacêutica possui o diretor médico e as universidades possuem o diretor acadêmico.

Com o time de crise e riscos mapeados, é preciso entender o posicionamento da empresa no mercado, fazer uma análise de relacionamento com os stakeholders, mapear quais riscos cujos impactos podem ser evitados, minimizados e contidos. A partir daí é possível partir para o plano de crise. Dessa forma, todos saberão o que fazer quando a crise acontecer.

Agora ficou claro que estratégica é aquela empresa que pensa no processo de gestão de crise para que sua marca não seja manchada por um deslize, não é mesmo? Você ficou com alguma dúvida sobre este assunto? Deixe seu comentário nas nossas redes sociais!