Atualize seu Navegador Nós detectamos que você esta usando uma versão obsoleta do Internet Explorer como seu navegador web.
Para entrar no site e usufruir de todos os recursos, por favor instale uma versão mais atual do IE.
Só levara alguns minutos para completar.

O site também pode ser visto usando:

Os novos problemas de privacidade na internet

Estratégia e conteúdo especializado para a empresa se comunicar com seu público interno e externo

Os novos problemas de privacidade na internet

O tema de privacidade na Internet volta a ser destaque nos noticiários. Você sente que seus dados e informações estão seguros?

Licença Gratuita - Freepik

O assunto parece batido e antigo, mas é só prestar atenção nos noticiários dos últimos meses que muitos destaques são referentes à exposição de dados e privacidade na internet e redes sociais. 

O tema privacidade é tão importante e sério que mesmo se o indivíduo desejar, não pode abrir mão dela. É isso mesmo! Segundo o artigo 5º da nossa Constituição, são invioláveis: a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem, assegurado o direito à indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação.

O objeto desse post ganha ainda mais destaque e importância se lembrarmos que 2018 se trata de um ano eleitoral. É neste ano também que a maior rede social do mundo – Facebook – recebe diversas acusações de coleta e vazamento de dados de forma ilegal, o que fez o seu fundador, Mark Zuckerberg, sentar no banco dos réus para dar explicações. 

Já passou na sua cabeça que, quando você senta em um daqueles lugares que nos preparam deliciosos cafés, liga seu notebook e faz login na sua conta do Facebook, alguém pode estar observando e monitorando todos os seus passos digitais? 

Esse monitoramento já foi pauta de grandes encontros, como a Campus Party, por exemplo. 

Com a crise de privacidade e dados já instaurada e em alta, Zuckerberg já citou de forma direta o nosso País, dizendo medidas que estão sendo tomadas pelo Facebook para “prevenir interferências” em eleições para governador e presidente, por exemplo.

Privacidade na internet

Com algumas horas de monitoramento é possível descobrir a religião, lugares frequentados e até estilo de roupa de qualquer pessoa sem ela ter cedido essas informações de forma consciente.  Ou você nunca teve aquela percepção que o Facebook está lendo a sua mente? 

Sim!  Você liberou muitos dados para a rede quando clicou em “aceito os termos de uso” ao criar o perfil no site. 

Por esse motivo, o mundo começou a perceber: existe um problema sério de privacidade na internet se observarmos a maneira como as redes sociais se apropriam dos nossos dados. Para se ter ideia, apenas com a rolagem da página para consumir informações, você está cedendo os seus dados. 

A crise de privacidade de dados é tão séria que muitos especialistas consideram como o “escândalo do século”.  Com tudo isso, surgem os questionamentos: será que estamos vendo só a ponta do iceberg? Será que o problema vai aumentar? 

A única certeza que temos é que muitos capítulos sobre esse assunto estão por vir e devemos ficar de olhos bem abertos para assisti-los. 

Você considera que suas informações e dados estão seguros nas redes sociais em que você participa? Desenvolveu alguma rotina de utilização para se sentir mais seguro? Compartilhe conosco!