Atualize seu Navegador Nós detectamos que você esta usando uma versão obsoleta do Internet Explorer como seu navegador web.
Para entrar no site e usufruir de todos os recursos, por favor instale uma versão mais atual do IE.
Só levara alguns minutos para completar.

O site também pode ser visto usando:

Planejamento: Descubra a importância dele na sua vida

Estratégia e conteúdo especializado para a empresa se comunicar com seu público interno e externo

Planejamento: Descubra a importância dele na sua vida

Depois de instaurar um processo em que todos entendem suas funções, fica mais fácil descobrir como traçar um caminho em equipe. No post de hoje vamos explicar o porquê de o planejamento na comunicação ser fundamental.

Planejar é uma coisa natural do ser humano. Antes de alcançarmos nossos objetivos precisamos traçar um caminho. Isso se reflete também na sociedade. Ela é composta de vários sistemas com um foco principal a ser cumprido.

Diferente do objetivo individual, o caminho de uma equipe não é realizado sozinho e conta com um detalhe, que pode ser um empecilho ou uma força de impulsão: a harmonia. Entretanto, ela não ocorre sozinha. Depois de instaurar um processo em que todos entendem suas funções, fica mais fácil descobrir como traçar esse trajeto.

No post de hoje vamos explicar o porquê de o planejamento na comunicação ser tão importante.

Cada nicho tem seu plano de ação e ele precisa ser feito antecipadamente

Não dá tempo de prever quais serão as dificuldades enfrentadas durante o processo, por isso é necessário se planejar. Para começar deve-se levar em consideração quem são as pessoas indicadas para determinada função; quanto tempo elas têm para exercê-la e entregá-la; isso será entregue de qual forma; se existe um método específico, dentre outras situações.

Quem são as pessoas indicadas para determinada função? Quanto tempo elas têm para exercê-la e entregá-la?

As funções são elencadas em um organograma, ou seja, um gráfico hierárquico com o nome de cada colaborador. Entre as demandas dos setores ficam destacadas as prioridades e os prazos.

Para a comunicação tudo é time. Prioridade é sempre o que está acontecendo ou aquilo que muito se fala, em outras palavras, um trabalho contínuo. As pautas mais frias, ou assuntos que podem ser abordados a qualquer hora, são feitas com antecedência e separadas por ordem de importância. Isso dá espaço para as pautas quentes serem feitas e lançadas com rapidez.

Dois bons exemplos são: políticas da empresa e comunicados importantes. As postagens de política dos negócios são recorrentes e ajudam a firmar a boa postura dela para seus clientes. Por isso são feitas antecipadamente e lançadas nos dias mais adequados para cada público. Porém, digamos que ocorra um imprevisto e um comunicado precise ser lançado com urgência. Caso não haja um planejamento, a produção desse pode comprometer os prazos das outras postagens.

Isso será entregue de qual forma? Existe um método específico?

O método nada mais é do que o padrão para veicular a informação. Ele é pensado do seguinte modo: empresa X fala para o público Y e este tem um jeito de se comunicar. Portanto, a empresa vai falar com ele desse mesmo jeito. Outro fator importante são os valores da empresa. Então, a informação precisa combinar com o público-alvo e com seus próprios valores. Para isso funcionar é estabelecido um método que cumpra ambas as tarefas.

O que já aconteceu de errado antes? Podemos tirar disso algum método para fazer diferente? O que pode dar errado com essa mudança? Como podemos evitar problemas?

Ao longo do tempo, vão aparecendo problemas nesse método. Um modo de falar pode funcionar por alguns meses e, de repente, algum fator externo transforme de positivo para negativo. A solução é mudar.

Até os problemas tem padrões e conhecendo-os fica mais fácil prevê-los também. Exemplo: um post sobre saúde será veiculado, mas em meses anteriores, outro post com a mesma linguagem não teve a recepção esperada. Antes de publicá-lo, a linguagem deve ser revista e evitar problemas novamente.

Caso ele já tenha acontecido ou seja inevitável, qual é a solução que trará menores danos? Erros no método vão trazer prejuízos para outras áreas do sistema? Para quem?

Digamos que um e-mail foi mandado com data errada para um evento e muitos colaboradores já haviam se programado para esse compromisso. Quem foi prejudicado? Os colaboradores convidados e o setor de organização do evento.

O que fazer? A empresa X precisa pensar em como fará esse novo e-mail mais visível para os colaboradores. e reforçar a data certa para que eles não se confundam.

Essas outras áreas também precisam ter um plano de ação para lidar com problemas e continuar entregando sua demanda. Tudo isso é previsto pelo planejamento geral de comunicação. Quer aprender mais sobre planejamento? Acompanhe nosso blog ou venha nos fazer uma visita.